domingo, 22 de abril de 2012

Antes que você me toque (RJ)

Foto: Dalton Valerio

De ser humano para ser humano, um excelente espetáculo

                “Antes que você toque” se utiliza de várias narrativas para argumentar em favor de um tema: a sexualidade humana na riqueza de suas possibilidades. É uma dissertação teatral idealizada por Claudia Mele que teve direção cênica de Ivan Sugahara. Ambos assinam a dramaturgia que se apresenta de forma rica pela exploração de várias estruturas: a narração, a descrição e a conversa argumentativa propriamente dita. Dois atores e duas atrizes, Saulo Rodrigues e Igor Angelkorte e Claudia Mele e Cristina Lago, se alternam em diversos personagens, chamando-se pelo próprio nome e deixando ao encargo da situação as marcas que caracterizam as figuras. Dessa forma, o ritmo ganha fôlego, os minutos voam, a encenação vibra. Ambientado na boate de swing 2a2, a realidade além da peça está bastante próxima daquela criada pela peça, o que é um ganho bastante positivo para a produção. “Antes que você me toque” aproxima o homem de sua humanidade, falando de sexo de forma absolutamente inteligente, esteticamente bela e artisticamente cheia de méritos. É uma excelente opção para o público acima de dezoito anos, apenas por questões legais, e, daí para diante, para todas as idades.
                Quase tão iluminado quanto os atores, o público não perde o ponto de vista sobre si próprio em nenhum momento do espetáculo, cuja iluminação é assinada por Renato Machado. Sentados à mesa do bar do local, a assistência está próxima dos atores, sem que a proximidade se confunda com invasão de privacidade. As histórias representadas pelos atores, e que, estruturadas, organizam um discurso que leva ao convite para a reflexão sobre a própria sexualidade, ecoam nas paredes, nas vivências, nas experiências das diferentes pessoas que formam o público. Cenografada por Nello Marrese, a boate 2a2 fala por si só: a meia luz, as correntes, os corredores escuros, os quartos pequenos, potencializados por Marrese que incluiu mesas e abajures, além de outros detalhes que auxiliam nas visualizações das cenas. Os diversos personagens abrem a sua intimidade em um espaço íntimo: confessam seus medos, seus entraves, mas também seus desejos, suas taras, suas histórias de sucessos e de fracassos. Rodrigues, Angelkorte, Mele e Lago, destacados positivamente no conjunto, apresentam uma dicção clara, uma movimentação com visível apagamento das marcas, expressões bastante simples o que, no todo, se esforça com sucesso em apagar obstáculos entre o público e esse tema, para muitos, tão árduo. De um modo geral, em todos os detalhes a direção atenta de Sugahara é delicada e eficiente, sutil e visualmente potente.
                “Antes que você me toque” lembra o espetáculo “Mangiare”, do Grupo Pedras. O ato sexual e a alimentação são temas que avançam o limite do público e da situação plateia, porque necessitam que nos coloquemos diante da obra, em primeiro lugar, como seres humanos.

*

Ficha Técnica:
Elenco: Claudia Mele, Cristina Lago, Igor Angelkorte e Saulo Rodrigues
Direção: Ivan Sugahara
Dramaturgia: Claudia Mele e Ivan Sugahara
Criação: Claudia Mele, Cristina Lago, Igor Angelkorte, Ivan Sugahara, Livia Paiva e Saulo Rodrigues
Cenário: Nello Marrese
Figurino: Tarsila Takahashi
Iluminação: Renato Machado
Trilha Sonora: Ivan Sugahara
Assistência de Direção: Livia Paiva
Programação Visual: Luciano Cian
Fotografia: Dalton Valério
Assessoria de Imprensa: Daniella Cavalcanti
Direção de Produção: Tárik Puggina
Produção Executiva: Aline Mohamad
Assistência de Produção: Diana Behrens
Coordenação de Produção: Nevaxca Produções
Realização: Claudia Mele, Ivan Sugahara, Saulo Rodrigues e Tárik Puggina
Idealização: Claudia Mele 

Um comentário:

  1. Adorei este site ao ler vi que era o que eu estava procurando, Estou ansiosa para ler seu próximo artigo, parabéns.
    Natalia e muito Swing um abraço

    ResponderExcluir

Bem-vindo!